NOTÍCIAS

OIAPSS lança pesquisa para mapear fatores que interferem na tomada de decisão política em saúde nos países da América Latina

Promovida pelo Observatório Ibero-Americano de Políticas e Sistemas de Saúde (OIAPSS), em parceria como Departamento de Ciência e Tecnologia do Ministério da Saúde (Decit/SCTIE/MS), o InstitutoSírio-Libanês de Ensino e Pesquisa, o Departamento de Comunicação Social e Pública e o Centro de Pesquisa de Comunicação e Saúde da Universitédu Québec à Montréal (UQAM), a pesquisa “O uso do conhecimento para a tomada de decisão política em saúde nos países da América Latina: necessidades e fatores culturais intervenientes” encerra sua etapa piloto e parte agora para aplicação do questionário eletrônico nos oito países participantes da pesquisa.

Coordenada pelo ex-coordenador geral do OIAPSS, Silvio Fernandes e pela ex-coordenadora dos Núcleos internacionais do OIAPSS, Silvana Forti, a pesquisa tem como principal objetivo mapear necessidades e fatores intervenientes no uso do conhecimento para a decisão política, atendendo contextos particulares dos países membros do OIAPSS.

De acordo com Fernandes, a iniciativa foi desenvolvida como um desenho exploratório, transversal descritivo, que possibilitará obter um padrão para utilização do conhecimento nas decisões políticas pelos policymakers das instituições de saúde dos diferentes países do estudo.

A nível nacional, a pesquisa conta com o apoio do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems) que colabora diretamente na articulação com os gestores de saúde de todo Brasil para participarem do estudo.

“Essa pesquisa situa-se no interesse do CONASEMS e do OIAPSS de contribuir para a melhoria das políticas e da tomada de decisão para o fortalecimento organizacional dos sistemas de saúde públicos e universais” destaca Fernandes.

De acordo com o coordenador, a produção de pesquisas com essas características é escassa na América Latina, mas sua aplicação é extremamente relevante pois, a partir dela, é possível sistematizar informações sobre as barreiras e facilitadores para o melhor uso do conhecimento para as políticas de saúde. Além de subsidiar estratégias de capacitação visando contribuir para superação das eventuais barreiras.

Podem participar da pesquisa secretários e dirigentes municipais/estaduais de saúde, Ministros e dirigentes do Ministério da Saúde. A confidencialidade dos participantes é garantida de acordo com todos os critérios técnicos e éticos necessários do Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) do Instituto de Ensino e Pesquisa do Hospital Sírio Libanês.

Os resultados consolidados serão disponibilizados no site do OIAPSS e do Conasems para conhecimento de todos os interessados.

Para mais informações, entre em contato pelo e-mail: observaiberoamericanosaude@gmail.com

Por Tamires Marinho

resep